Pular para o conteúdo principal

O lenço de Cristo

Por Pericles Wendt

Muitas pessoas ainda não sabem,mas o sétimo versículo do capitulo vinte de João no novo testamento da Bíblia revela uma das mensagens mais importantes que O Salvador nos deixou em sua passagem terrena. Mas,o que há de tão importante neste versículo? Como interpretar o significado desta escritura?


"E que o lenço,que tinha estado sobre sua cabeça,não estava com os lençóis,mas enrolado num lugar a parte" (João 20:7)

Para se compreender o significado ou a "mensagem" que contém nesta passagem bíblica é necessário ligar o contexto histórico com a tradição hebraica da época.

Após o sacrifício expiatório de Cristo no Jardim do Getsêmani e na cruz do Calvário em Gólgota, Seu corpo havia passado pela morte física e,a partir daquele momento se iniciaram os preparativos para levá lo ao sepulcro.


"Tomaram,pois,o corpo de Jesus e o envolveram em lençóis com as especiarias,como é de costume dos judeus,na preparação para o sepulcro." (João 19:40)


No primeiro dia da semana,Maria Madalena foi ao sepulcro e notou que a pedra da entrada havia sido removida,e correu alertar os discípulos.Simão e um outro foram os primeiros a chegar e,entrando os dois no local observaram que os lençóis que estavam envoltos no corpo do Salvador estavam no chão e,o que é relatado na escritura:


"E que o lenço,que tinha estado sobre sua cabeça,não estava com os lençóis,mas enrolado num lugar a parte." (João 20:7)


Na tradição hebraica/judaica os amos eram servidos pelos seus servos da exata maneira como desejavam e, depois, o servo se retirava do campo de visão do seu senhor, ficando então proibido de tornar a tocar a mesa até que a refeição estivesse encerrada. Ao fim das refeições os Amos levantam, pegavam o lenço que ficava ao lado do prato, limpavam as mãos e a boca, embolavam o lenço e o jogavam por cima da mesa. O lenço embolado e jogado significava que seu servo poderia então novamente voltar a mesa e retirar os utensílios usados na refeição, ou em outras palavras, a refeição estava completa. No entanto, se o Amo se ausentasse da mesa e o servo notasse que o lenço estava enrolado ou dobrado o servo ainda estava proibido de voltar a mesa, significando que seu Amo se ausentou do local, mas ainda não acabara e retornaria para terminar o seu feito, ou, em outras palavras significa "eu voltarei!".

Jesus Cristo ressuscitou dentre os mortos e deixou o sepulcro com o lenço que cobria seu rosto enrolado num lugar a parte. A mensagem deixada foi a de que Cristo ainda não terminou seu trabalho, e que nós, seus servos tornaremos a vê-lo. Este foi um dos sinais deixados pelo Salvador mostrando que haverá a Sua segunda vinda. Traduzindo em palavras, é O Próprio Filho de Deus dizendo:
"Eu voltarei!"

Postagens mais visitadas deste blog

Uma ponderação sobre a excomunhão de uma Autoridade Geral

Com grande tristeza, por meio do porta-voz da Igreja, Eric Hawkis, soubemos de que James J. Hamula foi excomungado da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Veja a notícia no site oficial da Igreja aqui. James J. Hamula [1] serviu por quase nove anos como uma Autoridade Geral da Igreja, um membro do Quorum dos Setentas. Fazia 28 anos que nenhuma Autoridade Geral era excomungada da Igreja. Certamente a notícia é triste [2], mas ensina lições importantes – que em vez de abalar, podem fortalecer a fé na obra de Deus. Recomendo a leitura deste artigo antes de prosseguir: https://mormonsud.net/voltando-a-igreja/pensamentos-sobre-a-excomunhao/

OS LÍDERES NÃO SÃO PERFEITOS, MAS A OBRA DE DEUS É Fiquei um pouco aborrecido com o sensacionalismo criado em torno da notícia da excomunhão do irmão Hamula. Sei que é algo incomodo, até perturbador. Alguns ficaram preocupados com a imagem da Igreja, outros, mais sensíveis, com a exposição do irmão Hamula e de sua família. Evidentemente n…

Joseph Smith disse ser maior do que Jesus Cristo?

Joseph Smith é o Profeta da Restauração. Quando era apenas um jovem, um anjo lhe disse que seu "nome seria considerado bom e mau entre todas as nações, tribos e línguas, ou que entre todos os povos se falaria bem e mal de [seu] nome." [1]
Não é de se admirar que falem tão mal sobre o Profeta. Comentando sobre isso, o Elder Neil L. Andersen, do Quorum dos Doze Apóstolos, disse:
“Seria de estranhar o mal que é falado contra ele [Joseph Smith]? Do Apóstolo Paulo foi dito que era louco e delirava. Nosso Amado Salvador, o Filho de Deus, foi rotulado de comilão, beberrão e endemoniado. O Senhor disse a Joseph, quanto a seu destino:
“Os confins da Terra indagarão a respeito de teu nome e tolos zombarão de ti e o inferno se enfurecerá contra ti;
Enquanto os puros de coração e os prudentes (…) e os virtuosos procurarão (…) bênçãos sob tuas mãos constantemente”.
Por que o Senhor permite que o mal seja falado ao mesmo tempo que o bem? Um dos motivos é que a oposição às coisas de Deus …

Nepotismo e o Evangelho de Jesus Cristo

Nepotismo é definido como favorecimento de parentes em cargos de responsabilidade. Uma pessoa que possui determinada posição ou cargo de poder beneficia os que possuem vínculo de parentesco - com um emprego, um cargo, um função, uma posição de destaque ou uma responsabilidade. Trata-se de uma prática ruim, pois geralmente desconsidera o mérito e os talentos para levar em consideração os laços familiares.


O evangelho de Jesus Cristo - que é o Plano de Deus para salvação do homem - ensina que todos os homens são iguais perante Deus (Jó 34:19, Atos 10:34, D&C 38:16 e 26) - irmãos e irmãs - porém, possuem talentos diferentes  (Mateus 25:15) - de modo que podem contribuir no Reino de Deus de maneira diversa (1 Coríntios 12:12-27).

Deus organizou Sua Igreja com diversos cargos para "o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para a edificação do corpo de Cristo, [para que] todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida …