Pular para o conteúdo principal

O que é Doutrina?

Doutrina é ensinamento, instrução, conjunto de conhecimento que é transmitido, é a base de uma religião ou conjunto de crença (João 18:19, D&C 128:1) que leva até a perfeição (Hebreus 6:1) - com o Pai e o Filho (2 João 1:9). A doutrina se encontra nas escrituras sagradas (2 Néfi 3:1). É a palavra de Deus e exige-se estudo dedicado para compreendê-la (D&C 11:16). Entretanto, vem primeiro por revelação (Deuteronômio 32:2, D&C 102:23, 121:45).

A palavra doutrina aparece, em português, 8 vezes no Velho Testamento, 34 vezes no Novo Testamento , 16 vezes no Livro de Mórmon, 24 vezes em Doutrina e Convênios e 2 vezes na Pérola de Grande Valor.

A doutrina advém inicialmente do Pai, que a deu a Cristo (3 Néfi 11:32).

É interessante notar que nas obras-padrão a palavra “doutrina” está sempre no singular. Quando aparece no plural, “doutrinas”, sempre se associa a algo negativo: doutrinas de homens ou de demônios (Mateus 15:9, Colossenses 2:22, 1 Timóteo 4:1, Hebreus 13:9, 2 Néfi 3:12, 2 Néfi 28:9, 12 e 15, Alma 1:18, D&C 46:1, Joseph Smith - História 1:9). Não que seja errado utilizar a palavra doutrinas (plural), pois se encontra, por exemplo, na introdução do Livro de Mórmon e no cabeçalho de algumas sessões de Doutrina e Convênios (que não são texto direto das escrituras), mas parece haver uma lição - e é: há somente uma doutrina verdadeira que está em Cristo (D&C 10:62).

A doutrina do evangelho de Jesus Cristo “é pura” (Jó 11:14), “boa” (Provérbios 4:2), maravilha quem a ouve (Mateus 22:33, Marcos 11:18) e corrige (Isaías 29:24). É o texto daquele que ensina com autoridade (Marcos 1:22), inclusive a mensagem dos apóstolos (Atos 2:42) e élderes da Igreja (1 Timóteo 4:16, 5:17, 2 Timóteo 4:2). Deve ser vivida (1 Timóteo 4:6, Tito 1:9, D&C 101:78).

Deve ser ensinada, pelos pais, aos filhos (Efésios 6:4, D&C 68:25). Na realidade, o Senhor deu o mandamento de que a “doutrina do reino” fosse ensinada diligentemente pelos seus santos com a promessa de que Sua graça os acompanharia e que seriam, então, instruídos mais perfeitamente em diversos assuntos - teoria, princípio, lei do evangelho, etc. (D&C 88:77-78, 97:14)

O Senhor não se agrada que se dispute sobre os pontos de sua doutrina (3 Néfi 11:28), pois sua doutrina não é cólera - mas sim “que estas coisas devem cessar” (3 Néfi 11:30). Os verdadeiros pontos de sua doutrina, quando incorporados, nos ligam a Deus, nos tornando Seu Povo (3 Néfi 21:6).

Aqueles que a aplicam se desviam dos “laços da morte” (Provérbios 13:14). Porém, há muitas doutrinas falsas, doutrinas de homens (Mateus 15:9, Efésios 4:14, Hebreus 13:9, Apocalipse 2:14-15, Joseph Smith - História 1:9) e de demônios (1 Timóteo 4:1, D&C 46:7) - que não salvam (Colossenses 2:22).

Satanás procura nos fazer crer que a doutrina de Cristo é “uma coisa louca e vã” (3 Néfi 2:2). Ele “incita o coração do povo a contender” com relação a doutrina”, torcendo as escrituras e não as compreendendo (D&C 10:63).

Algumas pessoas, com o fito de obter riquezas e honrarias, ensinam “mais ou menos” do que a doutrina de Cristo preceitua - “doutrinas falsas, vãs e tolas” - e como recompensa tem um alicerce de areia e as portas do inferno estão escancaradas para eles (2 Néfi 28:9, 15; Alma 1:16, 3 Néfi 11:40).

Inclui os seguintes ensinamentos: fé em Cristo, arrependimento, batismo, imposição de mãos para o recebimento do Espírito Santo, redenção do gênero humano, ressurreição dos mortos, salvação no Reino de Deus, juízo eterno (Hebreus 6:2, 3 Néfi 11:32-36, D&C 10:67, D&C 138:19). Os que edificam sobre isso edificam sobre a Rocha de Cristo e as portas do inferno não prevalecem (3 Néfi 11:29).

Postagens mais visitadas deste blog

Uma ponderação sobre a excomunhão de uma Autoridade Geral

Com grande tristeza, por meio do porta-voz da Igreja, Eric Hawkis, soubemos de que James J. Hamula foi excomungado da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Veja a notícia no site oficial da Igreja aqui. James J. Hamula [1] serviu por quase nove anos como uma Autoridade Geral da Igreja, um membro do Quorum dos Setentas. Fazia 28 anos que nenhuma Autoridade Geral era excomungada da Igreja. Certamente a notícia é triste [2], mas ensina lições importantes – que em vez de abalar, podem fortalecer a fé na obra de Deus. Recomendo a leitura deste artigo antes de prosseguir: https://mormonsud.net/voltando-a-igreja/pensamentos-sobre-a-excomunhao/

OS LÍDERES NÃO SÃO PERFEITOS, MAS A OBRA DE DEUS É Fiquei um pouco aborrecido com o sensacionalismo criado em torno da notícia da excomunhão do irmão Hamula. Sei que é algo incomodo, até perturbador. Alguns ficaram preocupados com a imagem da Igreja, outros, mais sensíveis, com a exposição do irmão Hamula e de sua família. Evidentemente n…

Joseph Smith disse ser maior do que Jesus Cristo?

Joseph Smith é o Profeta da Restauração. Quando era apenas um jovem, um anjo lhe disse que seu "nome seria considerado bom e mau entre todas as nações, tribos e línguas, ou que entre todos os povos se falaria bem e mal de [seu] nome." [1]
Não é de se admirar que falem tão mal sobre o Profeta. Comentando sobre isso, o Elder Neil L. Andersen, do Quorum dos Doze Apóstolos, disse:
“Seria de estranhar o mal que é falado contra ele [Joseph Smith]? Do Apóstolo Paulo foi dito que era louco e delirava. Nosso Amado Salvador, o Filho de Deus, foi rotulado de comilão, beberrão e endemoniado. O Senhor disse a Joseph, quanto a seu destino:
“Os confins da Terra indagarão a respeito de teu nome e tolos zombarão de ti e o inferno se enfurecerá contra ti;
Enquanto os puros de coração e os prudentes (…) e os virtuosos procurarão (…) bênçãos sob tuas mãos constantemente”.
Por que o Senhor permite que o mal seja falado ao mesmo tempo que o bem? Um dos motivos é que a oposição às coisas de Deus …

Nepotismo e o Evangelho de Jesus Cristo

Nepotismo é definido como favorecimento de parentes em cargos de responsabilidade. Uma pessoa que possui determinada posição ou cargo de poder beneficia os que possuem vínculo de parentesco - com um emprego, um cargo, um função, uma posição de destaque ou uma responsabilidade. Trata-se de uma prática ruim, pois geralmente desconsidera o mérito e os talentos para levar em consideração os laços familiares.


O evangelho de Jesus Cristo - que é o Plano de Deus para salvação do homem - ensina que todos os homens são iguais perante Deus (Jó 34:19, Atos 10:34, D&C 38:16 e 26) - irmãos e irmãs - porém, possuem talentos diferentes  (Mateus 25:15) - de modo que podem contribuir no Reino de Deus de maneira diversa (1 Coríntios 12:12-27).

Deus organizou Sua Igreja com diversos cargos para "o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para a edificação do corpo de Cristo, [para que] todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida …